Quando um carro fez o pino

Desastre

Quando o automóvel do distincto facultativo da Póvoa de Varzim, snr. dr. Caetano Marques d’Oliveira, seguia na velocidade de 60 kilómetros à hora pela estrada real, no lugar de Barreiros, proximo da visinha villa, querendo o chauffeur evitar imminente choque com um carro de bois que appareceu pela frente, travou de chôfre, erguendo-se o automóvel a pino e cuspindo os passageiros, que ficaram bastante contusos; aquelle clínico com um golpe profundo na testa, o cónego Rieca, professor do Lyceu Nacional, com escoriações no nariz e echymoses nos braços, e outro cavalheiro com uma perna partida. Imputa-se a culpa do desastre ao guarda-freio.
Sentimos sinceramente o desgosto do nosso presado amigo, dr. Caetano d’Oliveira, a quem muito consideramos, desejando aos feridos breve restabelecimento.

O Ave nº 182 – 26 de Março de 1910

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of